• Erros cometidos na hora de imprimir o trabalho dos seus clientes

    imprimir o trabalho dos clientes

    Até alguns anos atrás, a maioria dos trabalhos desenvolvidos por um designer gráfico eram impressos atuando revendedor de uma gráfica de revenda. Mas com a evolução das estratégias digitais, muitos começaram a migrar para essa área e deixaram de compreender o processo de impressão. Atualmente são muitos os profissionais que nunca sequer contataram uma gráfica. Por isso, quando surge um trabalho que exige impressões, os erros aparecem como uma avalanche que prolonga o tempo e esforço sobre cada peça.

    Foi pensando nisso que decidimos preparar o conteúdo de hoje. Veja agora quais são os erros mais comuns na hora de imprimir o trabalho dos clientes e saiba como evitá-los.

    Não mandar o arquivo em CMYK ou deixar de especificar cores especiais

    Uma diferença básica entre os arquivos digitais e aqueles que devem ser impressos está no perfil cromático deles. Enquanto as telas suportam arquivos fechados em RGB, para imprimi-los é importante que estejam em CMYK. Caso isso não aconteça, as chances de as cores saírem erradas é muito grande. O mesmo serve para cores especiais, que devem ser acompanhadas de seus respectivos códigos antes de imprimir o trabalho dos clientes.

    Mandar imagem em baixa resolução

    Para que sejam impressas com qualidade, todas as imagens de um arquivo devem estar em alta resolução. Apesar de parecer uma informação básica, alguns profissionais deixam esse detalhe passar pois usam as imagens em baixa para marcar seus lugares dentro da peça e não sofrer com um computador lento. Quando chega a hora de enviar o arquivo, eles esquecem de substituí-las, o que prejudica (e muito) o resultado final do trabalho.

    imprimir o trabalho dos clientes

    Esquecer de desenhar a faca no arquivo

    A faca é a demarcação de onde deve ser feito o corte em cada papel. Ela pode ser simples, apenas para retirar a borda branca, ou especial na qual diversos formatos podem ser aplicados. Por mais simples que possa ser um projeto, a gráfica não tem como adivinhar como deverá ser feito o corte, ou onde ele deverá acontecer. Nesse caso, é responsabilidade do designer deixar tudo explicado nos mínimos detalhes para que a arte seja impressa conforme o seu planejamento.

    Não especificar as aplicações de verniz e papel desejados

    Quando for fazer um orçamento, é fundamental explicitar exatamente quais são as necessidades daquele trabalho específico. Por exemplo: qual é a gramatura e textura do papel e que tipo de acabamento de verniz é desejado. Da mesma forma, quando for enviar o arquivo para a gráfica, o designer gráfico deve deixar bem claro quais são as áreas que devem receber o verniz.

    Não enviar uma boneca antes de imprimir o trabalho dos clientes

    A boneca é a única forma que o designer tem de explicar na prática como a peça deve ser montada. Ela serve tanto para folders simples, como para materiais mais elaborados destinados aos pontos de venda. Portanto, antes de imprimir o trabalho dos clientes, certifique-se de que a gráfica tenha recebido uma boneca detalhada com todas as instruções de montagem.

    O que todos esses erros têm em comum é a simples falta de atenção para imprimir o trabalho dos clientes. Por isso, antes de enviar o seu arquivo para a gráfica, tenha certeza de que tudo está dentro das especificações. Atitudes como essa aumentam a sua produtividade e garantem que o resultado estará dentro do planejado.

    Você já cometeu algum desses erros? Conte sua história nos comentários.

     

    Só você ainda não está usando? Ainda dá tempo! Conheça todas as vantagens da Loja Online Padrão Color ainda hoje.Corre, Clique Aqui
    +